domingo, 30 de setembro de 2012

António Borges é um disformista neoliberal

As "mirabolantes" declarações do charlatão António Borges mostram na perfeição o tipo de democracia em que vivemos.
Com que então, os empresários portugueses são «ignorantes». Essa é boa, se há aqui qualquer fluxo de ignorância ela provém do António Borges e dos institutos onde o mesmo estudou e se formou.

António Borges é professor de quê? De asneirologia e de burroidíce primária? Este é dos tais que acredita na escravatura; baixar salários e condições de vida para que uns "tautologistas de bico partido" como ele continuem a auferir milhões de euros e regalias sem fim. Inveja ? Claro que sim. E legítima, porque pessoas como esta que temos vindo aqui a tratar nada sabem da vida e do mundo, nunca trabalharam na vida.

E por falar em ignorância, acaso o António Borges sabe que alguns portugueses sabem que o mesmo foi corrido do FMI e da Goldman Sachs por incompetência? Incompetência pura e dura, e são os incompetentes que ocupam hoje lugares de destaque quer no mundo político ou no financeiro.

António Borges é um disformista neoliberal.

Um disformista neoliberal é todo e qualquer indivíduo político ou agente político, que pretende subverter a ordem natural das coisas, atribuíndo às causas efeitos que não são reais, pretendendo assim tirar dividendos para si e para outros, que de outra forma não seriam possíveis.

Um disformista neoliberal como o António Borges não tem em conta, deliberadamente, o desfazamento entre aquilo que diz ou o mandam dizer e a realidade dos factos. É como se vivessem num mundo à parte (que é o que realmente acontece). Pessoas deste calibre, formadas  à pressão nos calabouços do socialismo degenerativo são aos milhares. E é este tipo de gente que vem para as TVS admestoar o povo, dizendo que são incompetentes, ignorantes, burros, etc.
 
O disformismo neoliberal torna-se mais intenso à medida que o grau de promiscuidade entre a política e a finança vai aumentando.
 
É bom que se diga que perante a intervenção deste personagem que temos vindo a tratar, ficamos a saber que o gajo deve ser muito fraco professor. É um recitador dos "neocopistas" do costume, só pensa em si mesmo, é um egoísta primário, característica muito vincada dos disformistas neoliberais.